O dia em que Obama poderia ter sido assassinado

em Mundo/Política por

Amado por uns, odiado por outros, Barack Obama, presidente dos Estados Unidos, poderia estar…morto. Isso mesmo! De acordo com o Serviço Secreto dos EUA, o órgão prendeu Elwyn Nels Fossedal, de 81 anos, no Estado de Wisconsin, por supostamente ter feito ameaças de querer matar o presidente americano em uma estação dos correios, em Richland Center.

A acusação contra o homem de 81 anos tem como base documentos judiciais federais divulgados. Conforme um depoimento, Fossedal estava na estação de correios em Richland Center e teria dito algo como: “Se o presidente Obama estivesse aqui, eu iria atirar nele e matá-lo agora”. Fossedal foi interrogado por agentes do Serviço Secreto, que disse que não iria se retratar e repetiu as ameaças, no entanto, usando palavras diferentes, além de fazer várias ameaças adicionais ao presidente Obama.

Durante a investigação, as autoridades federais descobriram que a esposa do acusado, que tinha 57 anos, morreu recentemente e os investigadores acreditam que ele estava substituindo a sua dor da perda com a raiva. Um agente do Serviço Secreto, que escreveu o depoimento, disse que “essa é a provável causa para acreditar que Fossedal foi conscientemente ameaçar o presidente dos Estados Unidos”.

O acusado foi levado ao tribunal federal e em apenas 15 minutos o mandato de prisão foi expedido. De acordo com o Smoking Gun, Fossedal faz parte do movimento que diz que Obama não nasceu nos EUA e descobriu também que ele é fã de uma rádio conservadora que pede que Obama seja acusado sobre o Affordable Care Act.

© 2013, IBTimes

loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*