fbpx
Friday, June 5, 2020
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


Os ventos da Independência

Os ventos da Independência Na semana passada, o mundo assistiu a mais um episódio histórico: o referendo sobre a independência…

By Redação , in Coluna Mundo Opinião Política , at 25/09/2014

luiznais

Os ventos da Independência

Na semana passada, o mundo assistiu a mais um episódio histórico: o referendo sobre a independência escocesa do Reino Unido. Semanas antes da realização da votação, muitos acreditavam no movimento independentista, argumentando em favor desta mesmo frente a um iminente enfraquecimento econômico e político da região a ser emancipada. Mais de 200.000 escoceses votaram pela segregação política de seu território, clamando por autonomia acima das consequências, mas foram derrotados ante 55% dos votos computados.

Histórias das lutas políticas, lembrando a resistência de William Wallace e os ataques terroristas de separatistas irlandeses no século passado, reapareceram como forma de sustentar o separatismo. No entanto, a democracia mais uma vez garantiu ao bloco a união, porém com perspectivas de maior independência política para a Escócia, assim como ocorreu no último plebiscito realizado em meados da década de 1990, quando então decidiu-se pela devolução do parlamento escocês.

Deste episódio fica uma reflexão para os ingleses e o restante do mundo. Não importa a que preço, nem se os ganhos da independência política são mais virtuais do que reais. A liberdade é um ideal que seduz os homens e ameaça tiranos.

Nesse sentido, a Escócia abriu mão de sua autonomia, mas manteve o status de membro da União Europeia, e os demais membros do Reino Unido parecem ter saído ganhando, pois mantêm um bloco econômico forte. O maior prejudicado foi a monarquia inglesa, cada vez mais enfraquecida em seu reconhecimento fora da Inglaterra e com reduzido poder de influência no processo de tomada de decisão dentro e fora desta. Restam-lhes apenas o poder da tradição e do simbolismo, somado apreço popular de alguns setores da sociedade inglesa, insulado pela relação do sagrado com os monarcas.

_______________________________________________________________________________________________________

Luiz Renato Arietti Nais é publicitário, e bacharelando em Relações Internacionais. Amante dos livros e do conhecimento. Dois-correguense, corinthiano, mochileiro e inventor de apelidos. © São Paulo Times.

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *