fbpx
Thursday, August 6, 2020
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


Pedalar na cidade não é perigoso e exige atitudes certas

Antes de tudo, mude seus conceitos e quebre paradigmas para viver novas escolhas sem medo. Perigoso? Certamente tudo tem riscos…

By Redação , in Educação e Comportamento Opinião The São Paulo Times , at 16/07/2014 Tags:

bicicletaAntes de tudo, mude seus conceitos e quebre paradigmas para viver novas escolhas sem medo. Perigoso? Certamente tudo tem riscos nessa vida. Se for pensar assim, não sairá de carro, de moto e nem a pé. Mas, a boa notícia é que tudo também tem prevenção! Se tomar as atitudes certas e seguir alguns cuidados básicos, certamente pedalar na cidade torna-se tão seguro quanto os demais meios de transporte.

A bicicleta é democrática. Quase todo mundo pode pedalar, sem restrições de idade e tipo físico, muito menos de classe social, pois é um veículo acessível, de várias faixas de preço.

Em relação aos trajetos, nem todos podem ser realizados de bicicleta. Se você não tem preparo físico e quer percorrer uma jornada de 20km para ir e mais 20km para voltar do seu trabalho, certamente terá dificuldades.

O ideal, para quem está começando, é optar por usar a bicicleta em locomoções de até 10km de distância. Com o tempo, vai aumentando, até substituir o carro totalmente.

A bicicleta dá a vantagem de poder organizar seu dia, sem atrasos e imprevistos. O tempo do percurso é sempre o mesmo, variando minutos… Assim, você vive com menos pressa, sem pressão de horário, e aproveita melhor seus dias.

É importante escolher a bicicleta ideal para o tipo físico e o perfil dos trajetos, como: urbana, speed, montain bike, híbrida, dobrável, elétrica. Há diversas opções de marcas e faixas de preço no mercado. Tudo depende também de quanto pode investir. Mas, lembre-se: não poupe esforços em qualidade. Fará toda a diferença no seu dia a dia e na sua segurança.

Adquira todos os equipamentos de segurança, necessários para se manter visível no trânsito e protegido: capacete, luz traseira e dianteira, retrovisor esquerdo, luvas, capa de chuva e o que mais sentir necessidade.

Para agir no trânsito, utilize sempre sinais com os braços para indicar a sua movimentação aos motoristas, evitando surpresas. Peça passagem, dê passagem e avise quando precisar entrar na frente dos veículos. Se precisar, grite! Lembre-se de andar sempre na pista da direita. Nunca ande em faixas de ônibus, contramão e calçadas. Nunca mesmo!

Planeje seus trajetos, evitando avenidas de grande fluxo. Se possível, inclua ciclovias no percurso.

Por Perla e Fabrizzio A.Topper. Fundadores do Bicicletando, serviço de auxílio aos bikers por mídias sociais e aplicativo.

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *