fbpx
Sunday, August 9, 2020
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


Produtores do documentário Blackfish, anunciam novo filme sobre os Ratos de Nova Iorque

Há duas vezes mais ratos em Nova Iorque do que pessoas. E dada a reputação destes roedores desprezíveis e portadores…

By Redação , in Mundo News & Trends , at 22/09/2014

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Há duas vezes mais ratos em Nova Iorque do que pessoas.

E dada a reputação destes roedores desprezíveis e portadores de doenças, com aparições normalmente retorcidas, os nova-iorquinos preferem mantê-los longe da vista e do pensamento. Mas um novo documentário anunciado pela equipe responsável do filme “Blackfish”,  vai trazer os vermes dos túneis do metrô para as luzes da ribalta.

De acordo com o Hollywood Reporter, o Dakota Group e a Submarine Entertainment, responsáveis pela distribuição dos documentários “Blackfish” e “The Cove” fizeram o anúncio no Toronto Film Festival Sunday. Vai ser um documentário de longa metragem baseado no bestseller de Robert Sullivan, “Rats: Observation on the History and Habitat of the City’s Most Unwanted Inhabitants”. David Koh, do Dakota Group, Josh e Dan Braum, da Submarine Entertainment, vão ser os produtores. Sullivan vai ajudá-los e providenciar informações extras que não passou para o livro.

“Nós andamos obcecados e aterrorizados pelos ratos que vivem em Nova Iorque há muitos anos, e quando ouvimos falar do livro do Robert Sullivan, não conseguimos largá-lo”, disseram os produtores ao Hollywood Reporter. “Estamos ansiosos por trazer este livro de entretenimento e ensino até ao cinema” O filme, tal como o livro de Sullivan, oferece uma vista panorâmica do problema de ratos da cidade de Nova Iorque, e contará perspectivas dos cidadãos comuns, de exterminadores, homens do lixo, policias da cidade, cientistas, etnógrafos, professores e historiadores relativamente às resistentes criaturas. (não se sabe se o homem de SoHo que filmou o rato que o atacou no metrô aparecerá.) Tal como o livro, o documentário irá traçar a rota de chegada à América, séculos atrás, em navios oriundos de Londres, Noruega e Holanda. Mas ao contrário do livro, o documentário terá a possibilidade de levar o espectador numa visita guiada, cara-a-cara, aos bairros de Nova Iorque mais infestados por ratos.

É duvidoso se “Rats” terá a capacidade de humanizar esta praga da mesma forma que “Ratatouille” fez – tornando estes desprezíveis vermes em charmosos golutões – mas talvez um pouco mais de informações sobre os roedores faça algumas pessoas pensar duas vezes antes de fugirem quando avistarem um.

(c) 2014 , Newsweek, Inc. All rights reserved.

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *