fbpx
Tuesday, October 27, 2020
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


Projeto “Nossa Turma” combate prostituição e trabalho infantil na região do Ceasa

O Projeto Nossa Turma, mantido pelo do Ceasa de São Paulo, está completando 16 anos e comemora o atendimento de mais de…

By Redação , in São Paulo The São Paulo Times , at 05/12/2014

Foto: Reprodução (Creative Commons)
Foto: Reprodução (Creative Commons)

O Projeto Nossa Turma, mantido pelo do Ceasa de São Paulo, está completando 16 anos e comemora o atendimento de mais de duas mil crianças e jovens carentes, com idades entre 1 e 15 anos. O projeto busca ampliar e melhorar, tanto a educação, como a capacitação para o desenvolvimento humano e social dos menores que moram nas comunidades próximas ao maior entreposto da América Latina, como a Favela da Linha, a Favela do Nove e os prédios do Cingapura.

“O Nossa Turma é uma ação social que contribui para o bem estar de nossa comunidade e mudou a realidade que tínhamos, de crianças vindo pegar comida do chão, por exemplo. A contribuição para o projeto é voluntária para os permissionários, mas todos contribuíram para as reformas da sede do projeto”, conta o presidente do Sindicato dos Permissionários em Centrais de Abastecimento de Alimentos do Estado de São Paulo (Sincaesp), José Luiz Batista.

Os principais projetos da Nossa Turma, que hoje beneficia 235 crianças e jovens, são a creche e pré-escola; o reforço escolar; as aulas de inglês e educação ambiental para crianças do ensino fundamental e escola de futebol para adolescentes.

Ao todo, 120 crianças estão na escolinha, 45 cursam atividades de meio-período intercalado com a escola tradicional; e 70 fazem a escolinha de futebol à tarde. São seis classes, doze professoras e mais seis auxiliares. O quadro de funcionários ainda conta com uma nutricionista, quatro estagiárias, uma coordenadora, uma orientadora pedagógica e duas faxineiras. “Eles tem aula de inglês, música, capoeira, tem reforço escolar, aula de reciclagem, futebol, e um voluntário sempre vem para contar histórias”, explica Manoel da Silva Filho, 63 anos, mais conhecido como Manelão, Presidente do Nossa Turma.

Os destaques são os projetos: Bola de Ouro tem o objetivo de interação e usa o esporte é um meio eficiente e divertido de desenvolvimento físico e educacional; e Escola do Sabor, uma parceria com o Centro de Qualidade em Horticultura do Ceasa, introduz novos alimentos (frutas, legumes e verduras) na dieta das crianças com atividades lúdicas em sala de aula e na nossa horta para aumentar o contato das crianças com os alimentos.

A história do projeto Nossa Turma começou em 1998, com a denúncia de trabalho e prostituição infantil que acontecia o Ceasa de São Paulo. Para tentar mudar esta imagem, o Governo do Estado, na época responsável pela Companhia, criou um projeto para dar uma opção de educação e esportes para as crianças do entorno, o Nossa Turma.

As crianças que fizeram parte das primeiras turmas hoje estão na faculdade e em bons empregos. “Esses dias fui ao hospital da USP e ouvi alguém falar: Tio Manelão! Quando olhei era um ex-aluno, agora ele comanda a equipe de limpeza do local”, lembra Manelão

O projeto cresceu e atualmente conta, mensalmente, com a doação de R$ 20 mil da Ceagesp e R$ 8 mil dos permissionários do entreposto. “É muito importante essa contribuição, pois nosso custo é de cerca de R$ 45 mil mensais, o resto a gente ganha de empresas de fora e promovendo festas e eventos. Também temos diversos atletas que doam materiais esportivos”, diz Manoel.

Nossa Turma
http://www.ceagesp.gov.br/social/nossaturma/doacao/

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *