-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-

Quer dizer que

em Cássio Zanatta/News & Trends por

Quer dizer que, antes de dormir, o assassino toma um leitinho? Quer dizer que a mulher mais linda do prédio sofre de depressão? Que não sou só eu que sente cócegas no nariz quando é impossível coçar o nariz?

Quem diria: longe das câmeras, o galã palita os dentes. Como assim, aquela nuvem de noite no céu não é nuvem, é a Via Láctea, bilhões e bilhões de estrelas, tão distantes que parecem uma nuvem – e nossa Terrinha faz parte dela, quem inventou essa maluquice?

Então aquela história de que o acusavam nunca que foi verdade? E como pode, seu desafeto ser mestre em contar piada? Comer um ovo por dia não é fatal ao coração? E o tanto de ovo que a gente evitou porque os médicos eram taxativos? Sério mesmo que as moscas, ao contrário dos pernilongos, não voam no escuro?

Cão que ladra morde, sim, senhor. Entrar na piscina depois de almoçar não é morte certa, veja só. E como assim, tem prédio que pula do 12° andar para o 14°, não tem o 13° só por superstição? Há mesmo palestinos que não odeiam os judeus e vice-versa (isso parecia tão pouco provável)? Quer dizer então que existe uma esperança quietinha, voando escondida entre os homens, e que de vez em quando dá o ar da graça – vide a invenção do bambolê?

Não é que o rádio não morreu, as gravatas sobrevivem, o mundo não acabou coisa alguma e a única preciosidade que sumiu mesmo foram os bailes na Associação? Há controvérsias sobre o número de planetas? Ainda há quem não reconheça a genialidade de João Gilberto? E vai me dizer que as pessoas ainda cospem o caroço da jabuticaba – por que, ó Senhor, por que?

Ainda não asfaltaram a estrada para Grama. Ainda não ressuscitaram os chapéus e o quebra-queixo. Nem houve a esperada conciliação entre o gosto de café e a pasta de dentes. Ainda há quem compare Mozart com Beethoven, Pelé a Maradona, Monet a Cezanne, Beatles a Stones, Bandeira com Drummond, sendo que a discussão só faz sentido se for motivo para mais 3 rodadas no bar.

Quer dizer então que no fim o herói nem sempre é o mais invejado? Que os tropicões ensinam mais que as certezas? Que o crime não compensa, mas não pelos motivos que Batman ensinou? Que a falta ou o excesso de dinheiro deixa os homens muito feios? Quer dizer que a pessoa parte desse mundo e não se digna a mandar nem um telegrama no Natal?

Que ela perguntou por mim, assim, como quem não quer nada?

Que o verdadeiro Deus é o tempo? E que já foi mais do que falta?

loading...
Tags:

Comentários no Facebook

Últimos de Cássio Zanatta

Escrevo porque

Escrevo para ver se aprendo. Para poder conversar com você, mesmo que

Lá vai Maria

Nenhum pio no elevador. Um breve comentário sem necessidade ecoa na garagem

Passaredo

Bem-te-vi usa máscara para cortejar no anonimato. Tucano só voa com aquele

Eis o problema

O problema não é ficar sabendo que o mundo é milhares de
Voltar p/ Capa