fbpx
Friday, January 22, 2021
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


Saber interpretar os dados coletados de clientes é fundamental para a fidelização

Quando um varejista quer fazer a gestão de sua clientela, a fim de implementar programas de fidelização e relacionamento, precisa…

By Redação , in Negócios , at 25/11/2014

Foto: Wikimedia
Foto: Wikimedia

Quando um varejista quer fazer a gestão de sua clientela, a fim de implementar programas de fidelização e relacionamento, precisa da ajuda da tecnologia para armazenar dados e informações variadas sobre cada cliente. A evolução tecnológica permite cumprir esta etapa com excelência, mas o que fará a diferença é um fator bem ‘humano’: entre os milhares de dados e indicadores coletados, é preciso identificar quais informações são indicadores realmente importantes  para  serem perseguidos afim de atingir os objetivos do seu programa de fidelização e relacionamento.

Marcelo Cristiano Gonçalves, sócio-diretor da empresa Marka Fidelização e Relacionamento e especialista no assunto, explica que as informações coletadas – muitas delas, valiosíssimas – só terão utilidade se forem corretamente interpretadas.
Ele explica que as informações disponíveis podem ser divididas em “sinais” ou “ruídos”. Sinais são dados verdadeiros, de qualidade, que, se perseguidos, podem ajudar as empresas a estreitarem o relacionamento com seus clientes para atingir aumento nos lucros e resultados da empresa. Já os ruídos são os dados que existem, mas que se forem perseguidos não levarão a lugar algum, podendo até tirar o foco do negócio. “Todos os gestores devem ficar atentos na hora de montar seus famosos painéis de controle. Muitos indicadores para gerir podem levar à perda de foco”, diz Gonçalves.
Esses conceitos estão no livro “O sinal e o ruído”, do estatístico americano Nate Silver, que apresenta casos bem-sucedidos de previsões diversas – de resultados de eleições a meteorologia – e mostra que, para acertar, o mais importante é considerar o dado mais significativo para uma determinada situação. “Cabe ao especialista escolher o que é mais relevante para que sua empresa atinja uma meta desejada, definindo estratégias para cada caso”, avalia o analista de marketing da Marka, Elton Brandão Ferreira Alvares.
Por isso, ensina Gonçalves, apesar de os sistemas, atualmente, fornecerem muitas informações sobre cada cliente, é preciso escolher apenas de três a cinco indicadores e, a partir deles, criar uma estratégia eficiente de CRM.

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *