fbpx
Saturday, October 31, 2020
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


Saudades à vista

Eu queria que elas fossem parceladas. Mas já chegaram assim. De cara. À vista mesmo. Só existe na nossa língua…

By Marco Antônio Guile , in Incontrolável News & Trends , at 29/08/2017 Tags:

Eu queria que elas fossem parceladas. Mas já chegaram assim. De cara. À vista mesmo. Só existe na nossa língua esse negócio de “saudades”. Outros pelo mundo sentem falta ou estranhamento. Agora saudade mesmo é coisa bem brasileira. Agora quer saber o pior? Ela ainda nem foi embora. Como fiquei? Cheio de saudades.

Não é que a gente se veja ou mesmo se fale todo dia. Não é que tenhamos sido  amantes fervorosos. Não é que tenhamos laços de sangue. Não é que… não, não é. Foi assim: ela resolveu explorar as profundezas abissais de aprendizado do próprio cérebro do outro lado do mundo – o lado que não fala saudades. O plano é de dois anos para valorizar o cérebro. Uma amiga em comum jogou que ela não volta mais. Fica por lá mesmo.

Do lado de cá, a afinidade veio sem razão. De lá para cá, tudo que ela fala me toca. O jeito que ela pensa me contamina. Suas utopias me inspiram. Sua alegria me constrange. Seu crescimento me congela. Sua presença me conforta.

Daí eu fico aqui me lembrando dos nossos rolês. Das diversas diversões que nos uniram. Do sorriso gostoso que acompanha um olhar perigoso. Do paladar apurado para um gosto inflamado. Do toque suave pelas mãos que acalmam, como se ali eu encontrasse meu fim. Do abraço que conforta. Do beijinho que engrandece.

Vá lá ganhar mais um pedacinho do mundo. Vá esbanjar seu brilhantismo que desorienta os fracos. Que inibe os tolos. Que seduz os melhores. Essa sua vontade de viver segundo seus próprios valores…

Saiba que o meu mundo ficou muito melhor quando você nele entrou. Então, lembre-se de mim. Por favor lembre-se de mim. Sem ressalvas. Puro. Autêntico. Verdadeiro. Só isso.

Um ciclo aqui se fecha. Uma nova trajetória se abre. Nunca perca essa coragem de ser feliz.

Volte depois para onde você se reconhecer. Então tudo terá valido à pena, garota.

—-/–@

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *