Silicone x Gravidez: Dr. Gustavo Tilmann esclarece dúvidas sobre próteses e amamentação

em Saúde & Bem-estar por
Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

Quando o assunto é estética e beleza, toda mulher gosta de estar atualizada. Para aquelas que sonham com a maternidade, surgem outras dúvidas sobre o que pode ou não pode influenciar os processos da gestação. Quem gostaria de ter seios mais fartos, por exemplo, fica na dúvida se as próteses de silicone podem ou não atrapalhar na amamentação.

O Dr. Gustavo Tilmann, cirurgião plástico atuante nas áreas de cirurgia plástica estética, corporal, facial e bioplastia que atende seus pacientes em um confortável consultório localizado no Itaim Bibi, em São Paulo, esclarece algumas dúvidas e cita mitos e verdades sobre o assunto.

Se a gravidez já um projeto concreto para o ano em questão, é melhor esperar a amamentação e colocar as próteses depois. Se não, está liberado. Não é aconselhável colocar silicone e engravidar nos próximos seis meses devido aos riscos de estrias, mas o silicone não atrapalha em nada a amamentação e não altera o leite materno.

Mitos e verdades

Verdade: Silicone não atrapalha amamentação

Mito: Silicone aumenta risco de câncer de mama

Mito: Silicone atrapalha exames de imagem de mama. “Os aparelhos conseguem ver o que prótese e o que é o tecido mamário”.

Verdade: Silicone deixa a mama mais firme

Mito:Silicone diminui a sensibilidade da mama

Mito: Silicone pode furar e vazar o silicone dentro do corpo. “As prótese mais modernas são de silicone coesivo. Não vazam.”

Mito: troca obrigatória após 10 anos. “As próteses de hoje duram bem mais do que isso. Este prazo pode ser estendido.”

Mito: Silicone influi no leite materno.

Verdade: Silicone deve ser feito apenas por cirurgião plástico e em hospital.

Depende do caso: Silicone por baixo do músculo é melhor do que acima dele. “Cada mulher fica melhor com uma técnica. É uma cirurgia ‘sob medida’ para cada pessoa.”

loading...

Comentários no Facebook