fbpx
Saturday, July 11, 2020
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


Somos a soma

Somos a soma Recentemente conheci uma mulher de aproximadamente 50 anos. Ela comentava que tem uma tela em casa com…

By admin , in Coluna , at 01/10/2014

Camila

Somos a soma

Recentemente conheci uma mulher de aproximadamente 50 anos. Ela comentava que tem uma tela em casa com um retrato seu de quando era mais jovem. Disse que uma pessoa quando foi visitá-la perguntou: – É você? E a resposta foi: – Era!

Depois me contou que na época da pintura tinha um estilo de vida completamente diferente do que tem hoje: mudou a forma de trabalho, o estilo de vida, o estado civil, a religião. Tudo em cinco anos.

No momento em que ela conversava comigo, percebi que nunca tinha tido uma posição como a dela e nunca reparado numa resposta assim também. Não importava o meu tamanho ou a minha idade, a resposta sempre foi: – Sim, sou eu. Sou eu o bebê que se vê na foto do fim da década de 70, início de 80. Também sou eu na foto tirada ontem. Todas elas sou eu, apesar de não me lembrar da época em que andava de fraldas.

Mas consigo me perceber mais em sua resposta quando volto à adolescência, por exemplo: “Fui eu”. Fui eu com a consciência de quem eu era, já com vida social e amigos. Nesta época, já tinha sido vegetariana por dez anos e voltava a comer carne. Jogava vôlei no clube, que eu adorava, tinha meus três irmãos. Junto a eles, alguns dos meus melhores amigos, com os quais conto até hoje, são a referência de quem eu fui para quem me tornei. São eles o elo entre aquela Camila e a de hoje.

Quando mais velha, já tendo vivido mais e tendo alguma maturidade, mudei algumas coisas. Do supérfluo, o cabelo tem mechas quando quero. Não é mais só do jeito que quer ser, mas do jeito que eu quero que ele seja. O sobrenome que uso hoje, quase não era ouvido na escola, onde era conhecida por outro. O Linberger ganhou força na vida profissional. Hoje vejo fotos de mim com 20 anos e acho que usava roupas um tanto quanto “velhas” para aquela idade. Como aquela senhora, também mudei meu estilo. Tomei ainda mais gosto por escrever. Se antes eu gostava de ler, hoje os livros são um hábito, quase um vício.

Embora ainda adore ver jogos de vôlei, não os assisto com tanta frequência e há anos não piso em quadra, mesmo que às vezes tenha vontade. Antes, o que me dava medo me bloqueava, hoje me desafia. Me falaram uma vez sobre voar de planador, um avião sem motor, e lá fui eu. Antes, jamais! Ainda está na lista pular de paraquedas, que posso resolver este ano, quem sabe no próximo fim de semana.

Antes me pediam para falar mais alto – diziam que eu falava “pra dentro”. Hoje pedem para eu falar mais baixo. Ou estou surda, ou mais expansiva. Acredito nas duas possibilidades!

Quando mais novinha fui demitida e chorei horrores quando um projeto do qual eu fazia parte na empresa terminou, de certa forma me achando responsável por isso. Que bobagem! Na última vez que isso aconteceu, em um mês criei uma empresa que hoje atende, entre outros clientes, a companhia da qual saí.

E são estes caminhos das decisões que tomamos, no como reagimos à vida, do ir e vir, dos encontros e dos – que hoje acredito só parecerem ser desencontros -, dos momentos certos, do tempo certo para dar certo – de aceitar os tempos e as circunstâncias que a vida nos apresenta (sejam eles curtos ou longos) e não do modo que achamos que temos que estar para ser perfeito, da fusão entre os tempos e o que há entre eles, das escolhas que se faz, das conquistas, das derrotas. Da forma como lidamos com tudo isso.

É isso que me faz crer que somos a soma. A soma de quem fomos com quem somos. Do eu era com o eu sou. E somos assim: todos um. Um em milhões de fases. Um em milhões de oportunidades de construção e reconstrução de um ser. Um em um milhão de histórias de uma mesma história que quem escreve, diante de decisões, ações e reações, é você.

__________________________________________________________________________________________________________
Camila Linberger é relações públicas, sócia-diretora da Get News Comunicação, agência de comunicação corporativa e assessoria de imprensa sediada em São Paulo. © 2014.

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *