fbpx
Friday, May 29, 2020
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


Startup se inspira na Netflix para lançar app para concurseiros

No começo do ano, a Caixa Econômica Federal lançou um edital para 30 mil novos postos de trabalho. Foram quase…

By Redação , in Tecnologia e Ciência , at 20/04/2014 Tags:,

No começo do ano, a Caixa Econômica Federal lançou um edital para 30 mil novos postos de trabalho. Foram quase dois milhões de inscritos, prova de que uma geração de brasileiros sonha com uma carreira estável. Mas com cargos tão disputados, os concurseiros são obrigados a encarar uma maratona de estudos. A plataforma Concursare, lançada no início do abril, torna esse processo mais prazeroso ao aproximar os estudos a uma sessão na Netflix.

O Concursare é um aplicativo disponível para iOS e Android, e funciona de forma integrada com o site na internet. O usuário cria uma conta e tem acesso ilimitado a videoaulas de disciplinas exigidas em vários tipos de editais públicos. “Queremos democratizar e descomplicar o acesso ao estudo para concursos”, explica Diego Araújo, diretor do Concursare.
A ideia surgiu um ano atrás, quando Diego percebeu a facilidade com que o filho de três anos usava a Netflix. Da plataforma de exibição de vídeos e séries, ele tirou a simplicidade e integração. Se o aluno começar a assistir uma aula de direito constitucional em casa e precisar parar na metade, por exemplo, ele pode continuar desse exato ponto no celular depois. O sistema também otimiza o acesso, e oferece sugestões de vídeos baseado no que o usuário assistiu antes.
“Além disso, vi que era mais interessante oferecer um produto com um foco claro, as videoaulas, e não confundir os alunos com mil opções extras de conteúdos de leitura, por exemplo”, afirma Araújo. O diretor do Concursare explica que as aulas respeitam a complexidade e dificuldade de cada assunto. “Se for preciso uma hora para explicar um tema, a aula tem uma hora, se for preciso 15 minutos, ela tem 15.”
Desde que pensou na plataforma, Araújo tem produzido material para alimentá-la. Cada videoaula respeita a metodologia do professor, com direito aos materiais que ele usaria numa classe ao vivo. A plataforma já tem mais de 5.000 usuários cadastrados, que podem assistir até 3 aulas grátis de cada matéria. A assinatura completa custa R$ 24,90 por mês, e a expectativa é de que até o final do ano o número de usuários chegue a 100 mil. No futuro, a plataforma também poderá ser acessada por Smart TVs.

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *