fbpx

-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-

Tag archive

Política

Especialistas explicam a necessidade da modernização do sistema tributário brasileiro

em News & Trends/Política por

Não é difícil concordar da necessidade de uma reforma tributária imediata. Da década passada, o sistema tributário está cheio de burocracias que dificultam as contribuições e o retorno à sociedade.

Com os passos lentos da discussão, a dificuldade só impede que essa pauta tão importante tenha logo uma resolução.

Continue lendo

Entidades se unem para Projeto de Lei de Dados Pessoais da Câmara ser aprovado no Senado

em News & Trends/Política por

Entidades representantes de diferentes setores da economia, instituições acadêmicas e organizações como a Coalizão Direitos na Rede, da qual o Idec faz parte, entregaram nesta terça-feira (26) uma carta a senadoras e senadores pedindo rapidez na aprovação do Projeto de Lei sobre Dados Pessoais (PLC 53/2018), que tramitou na Câmara dos Deputados até o último mês após amplo debate.

Continue lendo

Instabilidade econômica e política faz explodir busca por consultoria financeira

em Negócios/News & Trends/Política por

Com a bolsa de valores superando 86 mil pontos em 2018 parecia que o país iria deslanchar. Os investidores estrangeiros estavam trazendo recursos para o país, o que ajudava a melhorar as perspectivas econômicas. Porém, outros fatores adversos começaram a impactar. O Governo Trump aumentou a taxa de juros, o que tornou os EUA ainda mais atrativos para os investidores, que retiraram recursos de país emergentes como o Brasil.

Continue lendo

Delito moral: a raiz da corrupção empresarial no “jeitinho brasileiro”

em Brasil/News & Trends/Política por

Nas redes sociais, na mídia, e todos os meios onde há voz, estão povoados de questionamentos, argumentações e até conflitos ligados ao que nós englobamos a esfera da corrupção. Haja visto os recentes escândalos envolvendo alimentos e operações da polícia federal.

Continue lendo

Marisa e o drama feminino, por Amadeu Roberto Garrido

em Brasil/News & Trends/Política por

Os conservadores individualistas vêm o ser humano como uma ilha isolada de qualquer promontório. Em geral abastados, creem que se bastam. Um dia a solidão cobrará o preço dos sibaritas. Assim foram vistas, durante os milênios da história, as mulheres. Não votavam, não se educavam. Uma raça subserviente. Napoleão, depois de uma refrega, comunicava-se com sua mulher para não se lavar, pois adorava mulheres sujas.  Se transportamos uma carga genética desde as cavernas, as mulheres contemporâneas precisam lutar para não se acomodar à condição de escravas solícitas e alienadas. A maioria de hoje luta e busca seu lugar ao sol. Drasticamente, isso tem menos de 50 anos.

A mulher que nasce pobre, pouco se educa e se acultura, e é bela, termina num casamento das cavernas. O homem, quase sempre, sem necessidade de letras, se impõe como o dono dos negócios que permitem a sobrevivência da família. A mulher o respeita profundamente, seja por necessidade de sobrevivência, seja por temor reverencial, seja por amor, ou por todas essas causas conjugadas.

Continue lendo

Quer cuidar do dinheiro da sua cidade? Aprenda gratuitamente a como monitorar as despesas de São Paulo

em News & Trends/Política/São Paulo por

Mapa mostra as despesas públicas da cidade de São Paulo, sendo possível acompanhar o progresso de gastos, em tempo real

A lei brasileira obriga que todos os gastos públicos sejam disponibilizados de forma detalhada e em tempo real na internet. Mesmo assim, os portais de transparência ainda necessitam da legibilidade e maior acessibilidade dos dados abertos, merecendo atenção especial dos cidadãos. É por esta necessidade que o Observatório Social do Brasil – São Paulo (OSB-SP) acaba de firmar convênio com o grupo de pesquisa Colaboratório de Desenvolvimento e Participação (Colab), da Universidade de São Paulo (USP).

Continue lendo

Quem falou que política não se discute em mesa de bar?

em Brasil/Política/São Paulo/Tecnologia e Ciência por
Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

Empresas criam campanha em 6 capitais para estimular o debate político em bares.

Quem falou que política não se discute em mesa de bar? Pelo menos essa é a proposta da campanha Política de Boteco que está sendo lançada com o objetivo de levar esse tema para o dia a dia dos cidadãos. Desenvolvida pelas empresas Webcitizen e Enox On-Life, a proposta é atrair o interesse dos jovens que estão nos bares brasileiros para acompanhar os projetos de lei que estão em tramitação no Congresso, conhecer e discutir o conteúdo, compartilhar e opinar por meio de votos e comentários.

A campanha está sendo lançada com destaque para a divulgação de seis projetos de lei de grande repercussão no país: união civil de homossexuais; punição para quem criar perfil falso de outra pessoa na internet; novas regras para manifestações; proibição de vendas de bebidas alcoólicas tipo ice e vodca de frutas; fim da maioridade penal e proibição da veiculação de imagens de corpos mutilados.

Os temas serão abordados por meio do aplicativo Política de Boteco, do conteúdo nas TVs de bares e materiais promocionais como bolachas de chope. “Para escolher o conteúdo do aplicativo, selecionamos os projetos que geram discussão, que são simples de entender e que são relevantes para a vida das pessoas”, explica Fernando Barreto da Webcitizen.

Os projetos serão exibidos nas TVs operadas pela Enox On-Life em mais de 100 bares das capitais São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Brasília, Belo Horizonte, Curitiba e Florianópolis.

Rafael Cordeiro, da Enox On-Life, ressalta que o ambiente de descontração dos bares é favorável para abordar o cliente de forma leve e atrair o seu interesse para a política. “Acompanhamos o trabalho da Webcitizen de estímulo ao debate político e nos identificamos bastante com essa parceria. Por que não colaborar oferecendo os bares como ambiente para esse diálogo?”

A campanha Política de Boteco é uma ação do site Votenaweb criado há quatro anos para estimular o debate político e aproximar cidadãos e parlamentares. Nessa plataforma, os projetos de lei de maior repercussão são apresentados de forma simples para que as pessoas possam conhecer e interagir com o conteúdo. Nesses quatro anos, o site já recebeu mais de 4,4 milhões de votos, de 5.600 projetos cadastrados e reúne 150 mil usuários.

Política externa dos EUA no alvo de observadores brasileiros

em Mundo/Política/The São Paulo Times por

Americanistas são vinculados a importantes universidades e centros de pesquisa.

A dinâmica das relações externas entre Estados Unidos e demais países do globo, em grande medida, é estabelecida a partir de disputas políticas e econômicas travadas internamente. A partir dessa constatação, o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Estudos sobre os Estados Unidos (INCT-IMEU) criou o Observatório Político dos EUA (OPEU). Oprojeto destina-se a acompanhar, de forma sistemática, repercussões de temas nas áreas de Economia, Segurança, Política e Energia.

Coordenador de pesquisa do OPEU e professor de Relações Internacionais da PUC-SP, Geraldo Zahran destaca que o Observatório não tem a pretensão de concorrer com a mídia jornalística, mas elaborar análises para subsidiar a compreensão da política externa comandada pelos EUA. “Para uma boa negociação com os EUA, é preciso compreender os interesses que regem a agenda naquele país”.

Composto por dez pesquisadores, o grupo vem acompanhando temas como o escândalo de espionagem revelado por Edward Snowden, o plano de saúde ou Obamacare, anexação da Crimeia pela Rússia, subsídios econômicos, entre outros.

Um desses assuntos é relativo à disputa pelo mercado internacional de algodão. Segundo o OPEU, o governo brasileiro decidiu, no dia 19 de fevereiro de 2014, levar novamente a questão para ser arbitrada pela Organização Mundial do Comércio (OMC). O recurso, conta Zahran, objetiva avaliar se a lei agrícola dos EUA cumpre recomendação da OMC, que condenou os subsídios daquele país a produtores de algodão.

Caso a OMC conclua que a lei agrícola não ajustou os programas, o Brasil será novamente autorizado a retaliar. “Há uma disputa interna entre o Congresso dos EUA e o Departamento Agrícola. Este reivindica aumento no orçamento. Então o Brasil virou moeda de barganha entre os político dos EUA”, comenta Zahran.

Voltar p/ Capa