fbpx
Friday, September 25, 2020
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


Tosse e pigarro, até onde devemos nos preocupar no inverno?

Silvia Pinho, Fonoaudióloga e Doutora em Distúrbios da Comunicação Humana faz alerta sobre os cuidados com a voz e alerta…

By Redação , in Saúde & Bem-estar , at 22/08/2014

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Silvia Pinho, Fonoaudióloga e Doutora em Distúrbios da Comunicação Humana faz alerta sobre os cuidados com a voz e alerta sobre o perigo da tosse e do pigarro

O inverno está aí e junto com ele o tempo seco. Nessa época do ano é comum tossirmos ou pigarrearmos, devido ao clima seco, a poluição e as gripes fortes frequentes nesta época do ano.

Dentre as causas da tosse crônica, podemos mencionar a utilização de determinados medicamentos para controle de pressão arterial, o fumo, a ingestão de bebidas alcoólicas e o refluxo gástrico. Tudo isso pode interferir na voz.

A prática constante da tosse e pigarreio pode ferir as pregas vocais, que reagem ao atrito, causando aumento da produção do muco, que ocorre para protegê-las contra o impacto. Muitas vezes isto se torna um ciclo vicioso.

Receitas caseiras, como xaropes a base de limão e mel, chá de gengibre, etc., podem ajudar em alguns casos, no entanto, podem também aumentar a secreção gástrica ou irritar mais ainda a mucosa que reveste as pregas vocais produzindo mais tosse. O café também costuma ser um fator irritante, assim como bebidas gasosas.

A ingestão de bebidas alcoólicas como, por exemplo, o conhaque pode dar a sensação de melhora vocal momentânea porque aquece a garganta, no entanto, seu efeito posterior é o ressecamento das mucosas com piora do quadro inicial.

Para evitar esse tipo de desconforto ou qualquer outro dano a voz e a garganta são importantes alguns cuidados como a ingestão de líquidos ( 7 a 8 copos por dia de água ) e inalação de soro fisiológico. Ambos umedecem a mucosa de revestimento do trato vocal e ajudam na recuperação dos tecidos inflamados.

As atitudes que ajudam a preservar sua voz saudável são:

1. Hidratar o organismo e evitar falar em ambientes secos ou empoeirados
• Tomar no mínimo de 7 a 8 copos de água por dia
• Limpar o ambiente de trabalho diariamente com pano úmido
• Caso o ar condicionado seja inevitável, intensificar ingestão de líquidos.
• Utilizar nebulizador ao praticar exercícios de voz

2. Não gritar ou falar muito alto
• Caso não tenha jeito de evitar o grito, manter o corpo ereto (cabeça sem inclinações), inspirar profundamente, sentindo seu abdome expandir, juntamente com as costelas e produzir a forte intensidade, sincronizando a contração da musculatura abdominal com fechamento das pregas vocais (manter as costelas abertas neste momento, dando firmeza à laringe)

3. Pronunciar as palavras de maneira suave, clara e precisa
• Algumas pessoas utilizam-se do ataque vocal brusco, semelhante a uma tosse que ocorre no início de frases ou palavras iniciadas por vogais. Essa atitude agride as regas vocais e pode ser a causa de doenças na voz.

4. Evitar tossir ou pigarrear

5. Evitar falar em ambientes ruidosos ou abertos

6. Utilizar tom médio de fala
• Utilizar voz em tom médio, nem muito grave nem muito aguda.

7. Em caso de gripe ou em crises alérgicas:
• Realizar repouso vocal
• Aumentar a hidratação
• Realizar lavagem nasal periodicamente com soro fisiológico

8. Não falar durante a prática exercícios físicos

9. Não fumar

10. Evitar falar muito em ambientes de fumantes

11. Não ingerir álcool em excesso

12. Falar ao telefone somente o essencial

13. Cantar com técnica e sempre com o apoio de um profissional especializado em canto

14. Ter alimentação saudável e em períodos regulares

15. Dormir bem

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *