Universo Paralelo

em Cássio Zanatta/Mundo/News & Trends por

Não sei se alguém já contou a você, mas sou um gênio. Sou, ué. Se alguém me perguntar como tenho certeza disso, direi que Michelangelo, Mozart ou Pelé tampouco o sabiam, é algo que nasce com a gente, difícil explicar. Feita esta modesta apresentação, reconheço que não faço a menor, a mínima, a mais remota ideia do que seja Universo Paralelo. Pedem minha explicação, mas minha sabedoria não alcança essas alturas.


Apelo então ao Google, lá está a definição: “Universo Paralelo ou realidade alternativa é uma realidade auto-contida em separado, coexistindo com a nossa própria.” Desde minha primeira aula de catecismo, quando a professora, dona Lourdinha, tentou explicar para aquelas crianças que o Pai, o Filho e o Espírito Santo (que ainda por cima era uma pomba) eram uma pessoa só, eu não ficava tão confuso.


Mas sou teimoso feito uma mula (gênios são insistentes, para não dizer obsessivos), vou em frente, impávido. A explicação prossegue: “Esta realidade em separado pode variar em tamanho de uma pequena região geográfica até um novo e completo universo, ou vários universos formando um multiuniverso.” Ah, bom. Se estivesse em croata castiço eu não entenderia menos.


Mas como disse acima, sou um gênio. E mesmo diante da infinita obscuridade, tenho um insight (está na moda) e cunho minha própria definição: Universo Paralelo é uma baiana vendendo acarajé em frente à estátua derrubada de Lênin, em São Petersburgo; é sentir cheiro de maresia em plena Avenida Paulista, ouvindo o mistral soprar; é tomar um sorvete de creme holandês (coisa que não existe na Holanda, só em São José) levando uma prosa com um marciano pessimista numa lua de Netuno. Assistir ao pôr do sol às 11 da manhã em Londres e às 6 em Brasília.


E para que, para que duplicar as perguntas e aflições? Um único Universo como o nosso já não está complicado o suficiente? E outra: será que em algum ponto, daqui a trezentos mil anos, as paralelas vão se encontrar? Há controvérsias.


Ainda restou alguma dúvida? Ai, como é duro explicar para almas menos privilegiadas. Tentemos de novo: Universo Paralelo é uma onda estourando na cabeça de um macaco em Madagascar que faz o guarda real do Palácio de Buckingham cair na risada, deflagrando uma revolução no futebol capixaba, com farta distribuição de bolinhas de gude e guerra de Mentos.


Espero ter esclarecido o assunto. Nem precisa me agradecer. Mesmo porque, você não me alcançaria, no momento estou no meu Universo Paralelo favorito: no silêncio do banheiro, lendo sossegado minha coleção de revistas Placar antigas. Neste exato agora, leio uma de 1979 com Roberto Dinamite na capa. Esse sim, gênio.

loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*