fbpx
Friday, September 25, 2020
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


Violência doméstica em SP: 60% das agressões são por arma branca

Levantamento realizado pelo Programa de Cirurgia Reparadora às vítimas de violência doméstica, da SBCP e TheBridge, aponta principais causas de…

By Redação , in The São Paulo Times , at 23/02/2014 Tags:,

Levantamento realizado pelo Programa de Cirurgia Reparadora às vítimas de violência doméstica, da SBCP e TheBridge, aponta principais causas de lesões em mulheres agredidas.

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, a partir da Regional São Paulo, lançou no final de 2013, um projeto em parceria com a TheBridge Global, para a realização de cirurgia plástica reparadora em mulheres vítimas de violência doméstica.

Quatro meses após o início do programa, foram analisados os tipos de agressão mais recorrentes, e constatou-se que mais da metade (60,2%) das mulheres sofreram agressões por arma branca, envolvendo cortes, facadas ou garrafadas. Chutes, socos e cabeçadas representam 13,59% das lesões, enquanto 11,65% são provenientes de queimaduras. Lesão na região íntima representa 6,80% dos casos e lesão por arma de fogo 5,83%.

Até o fim do mês de janeiro, o Call Center já havia contabilizado mais de 1300 ligações. Dentre as ligações válidas e que se encaixavam no perfil do programa, cinco mulheres foram beneficiadas e passaram pela cirurgia reparadora, enquanto nove já estão com data marcada para a realização do procedimento.

COMO PARTICIPAR E PRÉ-REQUISITOS

A partir de um serviço de atendimento telefônico, pelo 0800-7714040, as mulheres podem encaminhar suas queixas e posteriormente serão selecionadas para o atendimento médico e cirurgia. Será exigido dela o boletim de ocorrência de até 3 anos da lesão e residência em São Paulo.

Qualquer mulher que sofreu violência doméstica pode se cadastrar, desde que a agressão tenha acontecido há pelo menos 6 meses. Para casos em que a mulher tenha sido agredida recentemente é fundamental que ela procure o serviço de pronto atendimento para que sejam feitos os primeiros socorros. A cirurgia plástica é um procedimento que tem como objetivo minimizar as sequelas, o primeiro atendimento ainda deve ser feito no Pronto-Socorro.

No Brasil, a cada 15 segundos uma mulher é espancada. Na maioria dos casos em que foi relatada a violência contra a mulher o agressor era companheiro ou cônjuge da vítima, de acordo com o levantamento da secretaria. Em 49% dos casos o agressor era o companheiro. Em 21% das denúncias, o cônjuge era o agressor. Ex-marido e ex-namorado responderam a 12% e 5% respectivamente.

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *