fbpx
Tuesday, September 22, 2020
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


Você é executivo (a) e deseja expandir os negócios nos EUA? Ou quer trabalhar lá?

A consultoria imobiliária localizada em Miami e comandada pelos brasileiros Léo e Daniel Ickowicz, especialistas na ida de seus conterrâneos…

By Redação , in Mundo Negócios NY Times , at 17/10/2016 Tags:, ,

A consultoria imobiliária localizada em Miami e comandada pelos brasileiros Léo e Daniel Ickowicz, especialistas na ida de seus conterrâneos aos Estados Unidos, explica sobre o visto L-1, que permite que uma entidade sediada no exterior abra um novo escritório nos Estados Unidos e transfira para lá executivos ou gerentes de multinacional (L-1A). O mesmo vale para a transferência de profissionais com conhecimentos especializados (L-1B).

“Os portadores do visto L-1 devem trabalhar na empresa sediada nos Estados Unidos, e sua família direta recebe o visto L-2, podendo o cônjuge trabalhar em qualquer outra empresa por lá, se tiver autorização do departamento de imigração americano, enquanto os filhos apenas podem estudar”, afirma Daniel.

O status de trabalho para não imigrantes L-1 é concedido por um período inicial de até três anos e pode ser prorrogado para executivos e administradores para uma permanência total de até sete anos. Entretanto, será possível se tornar um residente permanente (obter o Green Card) antes disso.

 “O visto L-1 é de trabalho e permite a transferência entre pessoas que fazem parte da diretoria executiva de uma empresa brasileira para uma subsidiária, ou empresa ligada a esta brasileira, nos Estados Unidos”, complementa Daniel.

Se a empresa for nova nos Estados Unidos, o tempo inicial geralmente concedido para o visto L-1 é de um ano. Ao solicitar novamente a prorrogação, a imigração analisará o desenvolvimento da empresa e revisará o volume de negócios, de funcionários, faturamento, entre outros quesitos, para então conceder a renovação. Em geral, as renovações são concedidas por mais dois anos. Aqui só inverti para não deixar “renovações” ao lado de “renovação”.

 Para obter o status L-1 e poder ser transferido para uma empresa nos Estados Unidos é preciso satisfazer condições em três áreas:

 – Relação entre as empresas dentro e fora dos Estados Unidos. Para se tornar uma subsidiária, a matriz deve possuir, pelo menos, 50% das ações da subsidiária;

– O trabalho atual na empresa no Brasil e o trabalho futuro na empresa nos Estados Unidos;

– Qualquer que seja o relacionamento entre as empresas, elas precisam prover bens ou serviços nos Estados Unidos e no Brasil;

 “A renovação do visto L-1 poderá ser concedida nos Estados Unidos mesmo, sem a necessidade de retornar ao Brasil”, conclui Daniel.

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *