fbpx
Tuesday, August 11, 2020
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


Você sabe quais são as falhas da geração Y?

Atualmente a maioria das empresas na área de Gestão de Pessoas é gerenciada por um ‘Gestor X’ baseada na experiência e no…

By Redação , in Educação e Comportamento The São Paulo Times , at 09/02/2014 Tags:, ,

Atualmente a maioria das empresas na área de Gestão de Pessoas é gerenciada por um ‘Gestor X’ baseada na experiência e no tempo de exercício do cargo/função.  Com isso, algumas dessas empresas criaram o “Programa do Mentor”, em que “X” é o mentor de um “Y” para acompanhar a sua trajetória profissional, com o objetivo de harmonizar essas gerações e que ambos compreendam seu papel e importância na empresa.

A Geração X é marcada por conflitos políticos como Impeachment e Diretas Já, indivíduos caracterizados pelo apego a títulos, cargos, méritos e reservas financeiras. Acompanharam o início da internet. Estão com mais de 30 anos e menos de 45, acompanharam as crises da década de 80 e tem a necessidade de segurança financeira.

Já Geração Y é imediatista, ligados em tecnologia e novas mídias. São profissionais que não querem que o chefe apenas determine o que eles devem fazer, querem participar. Tem a necessidade de uma evolução imediata, gostam de desafios e tem pressa no reconhecimento. 

Mas, de que maneira qualidades como: iniciativa, domínio na tecnologia e inovação pode condicionar a falhas? Na intenção de oferecer algumas dicas e caminhos possíveis para equilibrar a situação entre essas duas gerações de uma maneira que venha a somar para as empresas, o Professor da Universidade Zumbi dos Palmares, Luiz Eduardo Gasparetto levanta algumas questões importantes.

– Teimosia: Muitos profissionais da geração Y desenvolvem um projeto de acordo com o que considera importante, e não param para analisar outras perspectivas.

– Respeito à Hierarquia: Os Y estão habituados a tratar o superior, o gerente e gestor como um colega de trabalho, esquecendo-se da hierarquia da empresa.

– Normas: Na ansiedade de alçar vôos e oportunidades, eles se esquecem de cumprir as normas da empresa e cumprir etapas de processos determinados pela instituição.

– Domínio de conhecimento: A procura por qualquer assunto é realizada em sua maioria pela internet, só que poucos se aprofundam sobre o tema, ou seja, falta um estudo mais aplicado para afirmarem que dominam determinado assunto.

Compreender “falhas”, aparar arestas, permite o crescimento e evolução profissional, independente da geração que se faça parte. O aprendizado mútuo amplia o olhar sobre as próprias qualidades e defeitos.

___________________________________________________________________________________________

Luiz Eduardo Gasparetto, formado em Propaganda e Marketing pela Escola Superior de Propaganda de SP e em Direito pela PUC – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, o professor da Universidade Zumbi dos Palmares tem diversos cursos de especialização em Recursos Humanos e Administração.

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *