Tecnologia quebra barreiras da comunicação e pemite interação total com surdos

Published

on

Promover mudanças às pessoas com deficiência e gerar sua inclusão social é ponto fundamental em uma sociedade moderna e em evolução. Porém, há alguns obstáculos na comunicação. Como um surdo consegue tirar uma carteira de trabalho? E sanar dúvidas em um aeroporto ou buscar informações em uma consulta médica? Para atender à demanda desses milhões de brasileiros, criou-se um sistema eficaz, responsável pelo auxílio desse público.
Uma tecnologia inovadora na América Latina resolveu esse problema de comunicação. Ela se chama icom. Consiste em um terminal de comunicação destinado ao atendimento de surdos. A ferramenta será implantada em 120 pontos, dentre eles: Poupatempo, Aeroportos e Rede Lucy Montoro (Instituto de Medicina Física e Reabilitação).
Seu funcionamento é simples e prático: cada local conta, como de costume, com agentes disponíveis para o atendimento. Contudo, quando um surdo necessitar de algum serviço, o terminal icom será acionado. “É um canal responsável por realizar uma conexão com uma central de libras. Nela, nossos intérpretes traduzem a mensagem entre o surdo e o atendente na língua de sinais”, explica o presidente da Associação Amigos Metroviários dos Excepcionais – AME, José de Araújo Neto.
Como funciona a comunicação entre o surdo e o atendente? Aqui está o diferencial. Ambos se verão na tela. Uma chamada de vídeo, por meio do software da Total IP, é realizada para ocontact center da AME. O funcionário do local informará ao tradutor os procedimentos necessários, por exemplo, para tirar um documento, e ele transmitirá à pessoa pela webcam,na língua dos sinais. Este, por sua vez, responderá ao intérprete, possibilitando uma conversa entre os três. A central da AME vai operar das 7h às 19h, todos os dias da semana.

Dessa forma, constitui-se o primeiro call center na América Latina com voz e imagem simultâneas. “A parceria com a Total IP, viabiliza essa questão técnica. Além de possibilitar todo o gerenciamento como relatórios, gestão de qualificação e qualidade de chamadas” , completa o consultor da Valkyriaes, William Balboni.

“É um equipamento de comunicação all in one, fácil e completamente inclusivo”, comenta Ariane Abreu, diretora comercial da Total IP. Segundo ela, a expectativa é expandir o terminal para 500 pontos e futuramente, quem sabe, para todo o país. “Quando isso ocorrer, conseguiremos beneficiar mais de 9,7 milhões de pessoas com algum grau de deficiência auditiva no Brasil. Será um marco para a sociedade!”, conclui.

Trending

Sair da versão mobile